logo existe um lugar no mundo 1578

Capadócia: roteiro para este destino incrível na Turquia

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Voo de balão na Capadócia, Turquia

A Capadócia é uma região histórica da Turquia conhecida por sua impressionante paisagem de formações rochosas, que nos leva a pensar que estamos na lua ou em outro planeta. Nós estivemos por lá em junho de 2023 e vamos dividir com você, a nossa experiência – o que fazer na Capadócia, o ver, onde se hospedar e comer, inclusive, como fazer o voo de balão.

Balões sobrevoam a Capadócia, na Turquia
A Capadócia e os balões coloridos no céu

Capadócia

Classificada pela Unesco como Patrimônio Mundial, dizem que este nome significa “terra dos cavalos de raça” (Katpadukya) de acordo com os hititas, povo que fundou a região. Outros acham que Capadócia vem dos persas, também uns dos primeiros povos no território turco e, nesse caso, seria “terra dos belos cavalos” (Katpatuka). Os gregos também sugerem um outro nome, mas ninguém tem certeza de nada.

Formada ao longo dos séculos, ao sabor do vento, da chuva e dos vulcões, a Capadócia é uma região totalmente diferente de tudo o que nós costumamos ver. Por isso, tornou-se um dos destinos turísticos mais importantes do país e do mundo, especialmente, para quem gosta de história e civilizações antigas.

João Miguel e Sônia observando a cidade de cima, Goreme, Turquia
João Miguel e eu olhando a cidade de cima, de um mirante, ue fica no centro da cidade

Onde fica a Capadócia

Esta região fica a 700 quilômetros de Istambul, capital da Turquia, na Anatólica Central. Ela se espalha por uma área de 15 mil quilômetros quadrados e uma população em torno de 1 milhão de habitantes.

Como chegar à Capadócia

Se você estiver em Istambul, a melhor e mais rápida opção, é o avião. O voo leva em torno de 1 hora. Por terra, são mais ou menos 700   quilômetros, passando pela capital do país, Ancara. A região é servida por dois aeroportos: o de Nevsehir e o de Kayseri, a 40 quilômetros de Goreme – cidade mais conhecida para se hospedar. Mas se quiser se aventurar pelas rodovias, garanto que a experiência é das melhores.

Onde ficar

Como a Capadócia é uma região, você precisa escolher a cidade onde ficar. Quando pesquisei, antes de ir, vi que as preferidas e mais populares são Goreme, Urgup e Uçhisar. Mas existe uma quarta opção, que é Mustafapasa, que é um lugar mais tranquilo que as demais.

Goreme

Nós escolhemos Goreme e ficamos muito satisfeitos. A cidade é pequena, com apenas 6 mil habitantes e tem um centrinho muito simpático, cheio de lojas e restaurantes. Além disso, os voos de balão são realizados na cidade.

Goreme, Capadócia, Turquia
Goreme é a cidade mais procurada pelos visitantes da Capadócia

Uchisar

Esta cidade fica no ponto mais alto da Capadócia, a 5 quilômetros de Goreme. Para chegar lá, são apenas 10 minutos de carro. Há também a possibilidade de pegar um microônibus. Eles partem a cada 30 minutos, durante a semana e, no final de semana, a cada hora – de uma cidade para outra, nos dois sentidos.

Castelo de Uchisar, perto de Goreme, Turquia
O Castelo de Uchisar no meio da cidade.

Castelo de Uchisar

A grande atração da cidade é o seu impressionante castelo, que foi usado para evitar os ataques inimigos nos séculos 15 e 16. Desde 1985, ele é Patrimônio Mundial da Unesco e também foi declarado Parque Nacional, em 1986. O Castelo é uma pedra gigante, tem 50 metros de altura e uma pequena cidade em torno dele. Para subir, é um pouco complicado para quem tem limitações. Eu, por exemplo, já deixei para fazer isso, na próxima encarnação. Mas muita gente sobe e eu confesso que morri de vontade.

Castelo de Uchisar, Turquia
Castelo de Uchisar é uma estrutura incrível
Castelo de Uchisar, Turquia
Mais de perto e a gente vê as pessoas entrando e saído dos compartimentos, feito formiguinhas
Restante do Castelo de Uchisar, na região da Capadócia, Turquia
ao pé do castelo, restaurante e banheiros para os visitantes

Urgup

Esta é a outra opção de cidade da Capadócia com muitos hotéis, muitos deles, escavados na rocha, grutas e cavernas que servem de restaurantes e bares, antigas habitações que se transformaram em estabelecimentos comerciais. Urgup também oferece opções como a visita aos túmulos de Altikapi e Nukreddin, dois personagens lendários da cultura turca, que integram o folclore do país, reconhecidos pela inteligência e sagacidade. Ainda temos uma passagem subterrânea, os museus de Arqueologia e Etnografia e a Biblioteca Aga Tahir.

Urgup, na Turquia
Urgup significa cidade dos castelos e foi morada de São Paulo quando este passou pela região

Onde se hospedar

A oferta de hotéis na Capadócia é grande e um diferencial são os “cave hotels” – hotéis escavados na rocha ou em cavernas verdadeiras, que foram adaptadas. Muitos hotéis seguem este estilo, mas não são originais. O nosso, por exemplo, tinha uma decoração rústica, fazia esse estilo, mas não era um hotel na caverna. Ainda assim, gostamos muito e recomendamos do Maccan Cave Hotel. Além de ótimas acomodações, o hotel oferece uma varanda com vista panorâmica, café da manhã, wifi e a localização é perfeita.

A fachada do Maccan Cave Hotel, em Goreme, Capadócia, Turquia
A fachada do Maccan Cave Hotel
O quarto do hotel
Nosso quarto no hotel
Varanda do Maccan Cave Hotel, em Goreme, Capadócia, Turquia
Da varanda do hotel, dá para assistir aos voos de balão

Quando ir

Nós fomos no mês de junho, quando o calor está começando. Mas a Capadócia cabe em qualquer estação. Passamos algum calor, sim, durante o dia. À noite, é sempre mais fresquinho e, se você se decidir ir nesta mesma época, não deixe de levar um agasalho leve.

Quanto tempo ficar na Capadócia

Se o objetivo é ver tudo o que a Capadócia oferece, reserve, pelo menos, uns 4 dias. Nós ficamos 3 dias, mas se tivesse mais um, teria sido melhor. É importante saber que nem sempre as condições climáticas permitem os voos de balão. Então, se não der para você ir num determinado dia, você tem a chance de tentar no dia seguinte.

O que visitar

A região e as cidades são um espetáculo a ser contemplado. Em Goreme, a cidade escolhida por nós, as formações rochosas estão em todas as partes. Caminhar pelo centro, olhar as lojinhas é um ótimo programa.

Capadócia, Turquia
Uma região esculpida pelo tempo
Goreme, Capadócia, Turquia
Goreme vista do alto

Voo de balão

Este é o passeio principal para quem vai à Capadocia. A gente precisa acordar muito cedo para fazer o passeio. Às 4 da manhã, a gente já estava na porta do hotel esperando pela van. O motorista passa pelos hotéis para pegar os interessados que fizeram a reserva e segue para um campo aberto, onde todos os balões estão sendo inflados. No nosso balão, cabiam 24 pessoas – 3 em cada compartimento do balão. O condutor fica no meio.

Voo de balão na Capadócia, Turquia
Todos a bordo, prontos para voar
Balões na Capadócia, Turquia
São mais de 100 balões se preparando para levar voo, ao mesmo tempo.

Quanto custa o voo de balão

Todos dizem que precisa ser comprado com antecedência. Mas nós não sabíamos o dia que íamos chegar à Capadócia. E só na véspera, a gente reserva o hotel. Então, um dia antes de chegar, procuramos na internet e falamos com a agência. Uma pessoa do hotel chegou a nos oferecer o passeio ao custo de 180 euros para cada um. O valor varia bastante e nós conseguimos pagar 140 euros na agência que achamos na internet. O passeio foi tranquilo, deu tudo certo.

Como é o passeio de balão

Meu passeio foi num balão com capacidade para 24 pessoas – 3 em cada compartimento, além de um condutor e um ajudante. Sem que nos desse conta, o balão começou a subir. João Miguel declinou do passeio porque não gosta de altura, mas adianto que o voo não tem balanço, é muito suave e, rapidamente, ele alcança 1500 metros de altura. Nesse horário, o sol está nascendo e a paisagem é, simplesmente, fascinante: centenas de balões no céu com o sol nascendo. Abaixo, aquela imagem inacreditável da cidade, as formações, as residências, as ruas.

Passeio de balão na Capadócia, Turquia
Quanto mais cedo, mais bonita é a paisagem
Voo de balão na Capadócia, Turquia
Lá de cima, os cenários se multiplicam
Pessoas assistem aos voos de balão na Capadócia, Turquia
Muita gente vai, apenas, assistir ao espetáculo no céu

Retorno

Na volta, ele também é bem suave. Não há razão para ter medo. É muito seguro e os condutores têm experiência. Quando o balão pousa, é servido a todos um pró seco para comemorar. Em seguida, a van nos leva de volta ao hotel.

Voo de balão, brinde no final.
Um brinde ao ao passeio

Museu ao ar livre de Goreme

Esta é uma das maiores atrações da cidade, depois do voo de balão. Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, desde 1984, este museu é reconhecido por suas formações rochosas chamadas de Chaminés de Fada e por suas igrejas com inscrições rupestres. Trata-se do quarto museu ao ar livre mais visitado do mundo e fica a 1,5 km do centro de Goreme.

Além das igrejas, outras construções, como refeitórios completos, mosteiros e até um convento que serviu de abrigo e esconderijo para 300 freiras ainda podem ser visitados. O convento tem 6 níveis conectados por túneis estreitos que eram isolados com pesadas portas de pedra em formato circular.

Museu a céu aberto de Goreme
O impressionante museu a céu aberto de Goreme
Museu de Goreme, Capadócia, Turquia
A estrutura do museu de Goreme

Igrejas

Na região da capadócia existe entre 400 e 600 igrejas escavada na pedra. Ao longo do Museu ao Ar Livre de Göreme, as igrejas de afrescos bem preservados retratam a vida de  Cristo, sua crucificação e ressurreição. Elas datam dos século 6, 10 e 11. Várias delas são ricamente decoradas, como a Igreja Escura e a Igreja de São Basílio. Outros locais são o Vale de Ihlara, onde há várias igrejas rupestres ao longo do desfiladeiro, e o Vale de Soğanlı, conhecido por suas igrejas bizantinas escondidas em meio à paisagem natural.

O museu funciona todos os dias, da 8 da manhã até a 19 horas, no verão. E o ingresso custa 300 liras turcas, o equivalente a 10 dólares, mais ou menos.

Igreja escavada na rocha
Uma das muitas igrejas escavadas na rocha

Peribacalar vadisi

Este é o nome turco para o Vale dos Castelos de Fadas, também conhecido como Vale de Devrent. Ele foi moldado em tufa, uma rocha sedimentar macia formada por depósitos de cinzas vulcânicas e lama endurecida. O vale pode ser visitado a pé, mas também pode ser visto do alto, no baseio de balão.

Balões na Capadócia, Turquia
Muitas vezes, os balões voam bem baixinho

Cidades subterrâneas

São várias cidades, a exemplo de Özkonak, Tatlarin, Mazi e Acigöl, Vale de Zelve, Vale de Soganli, Vale de Soganli, Vale de Ihlara, Gomeda e  Derinkuyu, que remonta ao período bizantino, por volta do século 7 ou 8 d.C. Ela foi construída principalmente para servir como abrigo durante períodos de guerra, invasões e perseguições religiosas. Com o tempo, a cidade subterrânea foi expandida e aprimorada para acomodar mais e mais gente, ganhou mais salas, túneis, poços de água, sistemas de ventilação, cisternas para armazenar azeite de oliva e alimentos e até mesmo igrejas.

Derinkuyu tem uma profundidade que chega a 85 metros e 20 níveis, mas apenas 8 estão abertos à visitação. Mais de 600 saídas da cidade foram descobertas e, pelos cálculos feitos, a cidade comportava mais de 100 mil habitantes.

Os cômodos de Derinkuyu, Capadócia, Turquia
Os cômodos de Derinkuyu – Foto do Wikipedia

Goreme: o que fazer à noite

A programação é bater perna, jantar num dos muitos simpáticos restaurantes do centro da cidade e aproveitar a atmosfera descontraída do lugar. As lojinhas permanecem abertas para as compras e a oferta é uma infinidade de roupas, tapetes, bolsas, louça e pequenas lembranças. Impossível resistir a tantas coisas lindas.

Goreme à noite, Capadócia, Turquia
À noite, Goreme fica assim, colorida pelas luzes
Restaurante em Goreme
São várias as opções para jantar na cidade
Loja em Goreme
Desde cedo, as lojas abrem as portas para oferecer os mais diversos produtos
Loja em Goreme
As calçadas de Goreme se tornam verdadeiras tentações

Erosão bendita

Toda a beleza da Capadócia se deve ao tempo. Ao longo dos séculos, esse relevo caracterizado por cones, mesas, vales, desfiladeiros foi se formando no alto de um planalto de 1000 metros de altitude, oferecendo um cenário único, que chama a atenção de todo o mundo. A ação de vulcões, chuva e vento desenhou a paisagem que é um ícone, um cartão postal da Turquia. A região recebe em torno de 3 milhões de visitantes por ano, ávidos para explorar a natureza e a história da região.

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Reddit
Tumblr

você também pode gostar

autor(a)

Sônia Pedrosa

Sônia Pedrosa

Publicitária

comentários

6 respostas

  1. Obrigada, Sonia querida! Que beleza, maravilhas muito diferentes mesmo!!! Vou repassar para o grupo das Chamadas da TVE e tb para todos os amigos, pois só de ler e ver já causou bastante emoção!!!!

  2. Que maravilha de viagem à Capadócia, Sônia, é um dos lugares que pretendo ainda conhecer no mundo.
    Suas dicas e explicações são muito importantes e claras para quem deseja percorrer esta região tão linda da Turquia, com certeza usarei todas para organizar minha viagem quando puder visitar a Capadócia.
    Espero que seja em breve, pois adorei cada detalhe de seu roteiro.
    Grande beijo e obrigada por mais esta inspiração!

    1. Gisele, nós fizemos uma viagem de carro pela Turquia, espetacular. As rodovias são ótimas, bem sinalizadas, nós voltamos apaixonados. Foram quase 3 mil quilômetros percorridos e nenhum problema, por menor que fosse. Recomendo uma viagem de carro, com Capadócia incluída.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais recentes

Arquivos