logo existe um lugar no mundo 1578

Hanói: um guia de viagem para uma experiência autêntica

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Hanói
Hanói

Esta é a capital e segunda maior cidade do Vietnã. Em 3000 A.C, Hanói, a “cidade da curva do rio”, já era habitada e se chamava Thang Long. De lá pra cá, ela teve outros nomes e muitas influências estrangeiras. O resultado de tudo isso é uma cidade incrível, super acessível e pronta para ser explorada.

Hanói
Em Hanói, o número de motos é maior de que de carros

Hanói: Culta e elegante

Apesar de ter sofrido tanto com as invasões chinesas e mongóis, ocupação japonesa, dominação francesa e guerras, a cidade é reconhecida como próspera, culta e elegante. Confesso que vi uma cidade pulsante, em crescimento, com mil coisas acontecendo ao mesmo tempo. O trânsito é caótico, mas o povo é dócil e gentil. Caminhar pelas ruas de Hanói é uma experiência impagável!

Hanói
O trânsito em Hanói não é para iniciantes

Estrutura

Ao contrário do que se possa imaginar, hotéis e restaurantes maravilhosos esperam pelos turistas, que chegam de todas as partes do planeta. Todas as melhores redes de hotel estão por lá: Meliá, Hilton, Sofitel Legend Metropole, Sheraton e outros. Turistas muito exigentes não vão se decepcionar. Hanói pode oferecer todo o luxo e comodidades que existem em Nova Iorque, Londres ou Dubai.

Hanói_Hotel_Metropole
Desde 1901, o Metrópole é um dos hotéis mais concorridos da cidade
Hanói_Apricot
o exclusivo Apricot Hotel fica às margens do lago e oferece uma das mais belas vistas dessa região

Hanói à noite

Nós começamos a explorar a cidade pelo Lago Hoan Kiem, que ficava a 50 metros do nosso hotel, assim que chegamos à noite. Esse é o melhor lugar para ficar. Em torno do lago, bares e restaurantes incríveis, românticos e convidativos. O lago é frequentado por turistas e locais, que ali praticam Tai Chi Chuan, caminham, jogam xadrez, sendo que a atividade mais frequente é dançar. Vimos diversos grupos dançando, com a orientação de um professor ou instrutor.

Vietnamitas dançam em torno do lago
Vietnamitas dançam em torno do lago

Noite animada

Hanói me deu a impressão de que seus moradores são felizes. A cidade iluminada, muita gente na rua, bares e restaurantes movimentados…deu prazer de caminhar pelas calçadas – largas e estreitas -, à noite. Não tivemos medo e não percebemos nada suspeito. Achamos seguro caminhar sem destino, entrar por aquelas ruas estreitas ou venidas largas. A cada esquina, uma surpresa!

Hanói
Calçadas em torno do lago
As luzes da cidade
As luzes da cidade
Hanói As luzes da cidade
Um dos muitos restaurantes à beira do lago

Histórias e lendas

O lago fica no Bairro Antigo, a área mais concorrida da cidade, onde tudo acontece. E no centro dele está a Torre da Tartaruga. Além de tanta história, o país, de um modo geral, é cheio de lendas e uma delas é esta: no início do século 15, durante a ocupação Ming, o General Le Loi recebeu, de presente, uma espada mágica de uma tartaruga divina, que vivia no lago. Com essa espada, ele expulsou os chineses e se proclamou imperador.

lago Hoan Kiem - Hanói
o lago Hoan Kiem é o coração de Hanói

Tartaruga poderosa

Tempos depois, quando o imperador velejava no lago, a tartaruga apareceu e pediu a espada de volta. Desde então, o lago ficou conhecido como Ho Hoan Kiem – lago da espada restituída. No século 19, um pagode foi erguido no meio do lago: Thap Rua – Torre da Tartaruga, para celebrar esse acontecimento sobrenatural. Hoje, ele é símbolo da cidade de Hanói.

lago Hoan Kiem Hanói
A Torre da Tartaruga, no meio do lago Hoan Kiem
Hanói
Torre da Tartaruga, à noite, iluminada

A ponte Raio de Sol

No lago, atravessando a linda ponte de madeira vermelha, denominada ponte Raio de Sol (The Huc), chega-se ao Den Ngoc So, o Templo da Montanha de Jade. Pequeno e muito bem conservado, ele foi criado por um mandarim, Nguyen Van Sieu. Lá dentro, numa antecâmara, é conservada uma tartaruga enorme, que apareceu no lago, em 1968, e todo mundo jura que é a mesma que entregou a espada ao General Le Loi. O templo também é dedicado aos espíritos da terra, à literatura e à medicina, assim como ao general que derrotou os mongóis no século 13.

Em Hanói, a Ponte Raio de Sol
Ponte Raio de Sol
Em Hanói, a Ponte Raio de Sol
Em Hanói, a Ponte Raio de Sol é um dos cartões postais da cidade
HANOi_crianças
crianças, levadas pelas escolas, visitam o Templo da Montanha de Jade
Hanoi_templo_da_montanha_de_Jade
No templo da Montanha de Jade, paga-se menos de 2 dólares para visitar
Hanói_tartaruga
ela, a tartaruga embalsamada, moradora do Templo da Montanha de Jade

O Bairro antigo

Num dos lados do lago, fica o bairro antigo, o Old Quarter ou Khu phố cổ Hà Nội, também conhecido como 36 ruas. Ele merece ser explorado a pé, rua a rua. Trata-se da área comercial mais movimentada e barulhenta da cidade, cheia de curiosidades, com lojas que vendem absolutamente tudo. Em tese, cada rua é especializada em um produto, mas o que eu vi foi uma mistura de artesanato, sapato, roupa, comida, velas, doces… envolvidos pelo trânsito caótico, sonorizado com buzinas de todo tipo, o tempo todo. Tenho a impressão de que a buzina é uma descoberta recente, no Vietnã, e todos estão testando a dita cuja ao mesmo tempo.

Hanoi_Old_Quarter
O Old Quarter, praticamente, uma 25 de Março
Hanoi_predios
Prédios altos e estreitos se enfileiram nas ruas de Hanói
Hanoi_artesanato
O lindo artesanato vietnamita no Old Quarter
Hanoi_vendedora
A vendedora de vagem aguenta o peso e trabalha até o final da tarde

Mercados em Hanói

O mercado é parte importante dessa cidade e também fica no Old Quarter. O Dong Xuan é o mais antigo da cidade, construído em 1889, e ocupa um prédio de três andares. Atacadistas e pequenos comerciantes oferecem uma grande variedade de produtos, de roupas a utensílios domésticos, passando por gêneros alimentícios, artesanato e produtos falsificados. O Dong Xuan também é o lugar onde se pode apreciar a culinária vietnamita e assistir a tradicionais apresentações artísticas. E se você quiser saber sobre a culinária vietnamita, não deixe de ler o post O que comer no Vietnã e os sabores vietnamitas, do blog Uma viagem diferente. Você vai se surpreender com as opções.

Hanoi_mercado
O mercado é muito grande e oferece uma variedade grande de produtos

Ambulantes

A cidade tem outros mercados menores, que vendem o lindo artesanato vietnamita e, em torno deles, vendedores ambulantes também comercializam de um tudo: flores, frutas, chapéus…

Hanoi_jaca
Ambulantes vendem jaca e coco pelas ruas de Hanói
Hanoi_vendedoras
As mulheres são maioria na venda ambulante
Hanoi_vendedora_de_pitomba
A vendedora de pitomba usa uma bicicleta para se locomover
mercado de Hanói
Os mercados são lotados de gente _turistas e locais
O artesanato de Hanói
Mais do artesanato de Hanói

Ópera de Hanói

Também nas imediações do Lago Hoan Kiem, está um dos prédios mais bonitos de Hanoi: a Ópera – Nha Hat Lon (Casa da Grande Canção) -, lembrança dos Franceses. A ópera, fundada em 1911, tem 600 lugares e é a sede da Orquestra Sinfônica de Hanói. Embora tenha sido o centro da vida cultural da cidade, antes da Segunda Guerra Mundial, a Ópera, por muito tempo, andou abandonada e entrou em decadência. Em 1994, é que decidiram restaurá-la: investiram 14 milhões de dólares e devolveram essa joia para a cidade e para a sua população. Na programação, balés, recitais de piano e outras manifestações culturais.

Ópera_de_Hanói
A Ópera de Hanói é um dos orgulhos dos habitantes da cidade

Chegamos ao fim deste post, mas Hanói tem muito mais o que ver. Halong Bay, o principal cartão postal do Vietnã, o Teatro de Marionetes na Água, o Museu da Prisão, o Templo da Literatura, o Museu da Mulher Vietnamita, Museu dos Vestígios de Guerra e o Museu de Ho Chi Minh são alguns dos temas que pretendo dividir com você. É beleza demais para eu guardar só pra mim!

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Reddit
Tumblr

você também pode gostar

autor(a)

Picture of Sônia Pedrosa

Sônia Pedrosa

Publicitária

comentários

12 respostas

  1. No coração do Vietnã, uma infraestrutura turística colossal, como bem indicado no blog!! Informações e fotos que convidam o turismo neste lugar! Excelente blog!!

  2. Muito bacana saber sobre Hanói, capital e coração do Vietnã. Pelas fotos me parecem bem animada e agitada. E quantos atrativos culturais ela tem, certamente um local que eu ia gostar de visitar.

    1. Tenho certeza Deyse, de que você adoraria. Muita coisa diferente pra gente ver e aprender.
      Eu adorei o Vietnã e voltaria facinho, facinho!
      Obrigada pela visita.

    1. É um destino maravilhoso, Ângela! Os costumes, a estética, a gentileza do povo vietnamita… gostei de tudo isso, além da história.
      Muito obrigada pela visita!
      Grande abraço!

  3. os vietnamitas adoram esse lago né? dançam a noite…tai chi de dia..yoga de tarde…caminhadas o dia todo. Muito bom rever Hanoi pelo teu post sobre o coração do vietna.

    1. Mairim,
      Eles adoram dançar, é verdade! vi vários grupos dançando à noite, em torno do lago.País incrível, né?
      obrigada pela visita!
      Grande abraço!

    1. Também achei um país incrível… Queria muito a chance de voltar e passar um mês explorando o país.
      Obrigada pelo comentário, Diego.
      Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais recentes

Arquivos