Templo da Literatura

Templo da Literatura – Hanói – Vietnã

O Templo da Literatura foi o lugar que mais me instigou quando li sobre ele, no guia de Hanói – Vietnã. Eu sabia que ia encontrar muitos templos no sudeste asiático – dedicados, principalmente, a Buda. Mas, à Literatura?! Achei aquilo maravilhoso! Era muita delicadeza, sensibilidade…sei lá. Fiquei curiosa. Queria saber o que ou quem era reverenciado nesse templo. Quando chegamos a Hanói, visitar o Templo da Literatura foi um dos nossos primeiros programas. Numa manhã quente como as outras, armados de boné, alguns garrafinhas d’água e muita ansiedade, lá fomos nós ao tal templo.

Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
A arquitetura típica é um convite a entrar e visitar o Templo da Literatura.
Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
Uma fila se formava na entrada para a vista.
entrada do Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
E não perdemos tempo. Misturamo-nos aos outros visitantes e fomos explorar o templo.

Templo da Literatura ou Universidade?

As paredes altas e antigas do Templo da Literatura escondiam uma edificação de 1070, para homenagear o filósofo chinês, Confúcio. Mas, também serviu de universidade e lá foram educados futuros mandarins, durante 7 séculos. O Van Mieu (Templo da Literatura) é o mais antigo e bonito complexo arquitetônico de Hanói e consiste em cinco pátios, jardins bem cuidados, altares, portais e um tanque com carpas, com o nome de Poço da Clareza Celestial. Ele fica bem na entrada, logo depois que a gente atravessa os portões.

Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
Khue Van Cac ou Constelação da Literatura foi erguido em 1805, para refletir o brilho do legado de Van Mieu.
Poço da Clareza Celestial, no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam.
Poço da Clareza Celestial – repleto de carpas, simbologias e mistério.
Carpas no Poço da Clareza Celestial, no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
Carpas felizes nadam no Poço da Clareza Celestial

Inspiração para formandos

Logo depois, vem um espaço onde é realizado, durante uma festa da região, o Tet, um xadrez humano. Durante todo o resto do ano, ele serve de cenário para formaturas. Vimos várias turmas em fim de curso posando para as fotos.

Formandos posando no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam.
O Templo da Literatura é sempre o escolhido para as formaturas do colégio.
Formandas no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam
As vietnamitas se produzem para as fotos de formatura no Templo da Literatura
Estudantes posando sob um sol de 38 graus, no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam.
Os estudantes posam incansáveis sob o sol de 38 graus.

Relíquias

Independentemente da formatura, os estudantes costumam dar uma passadinha no Templo da Literatura, sempre que têm uma prova, um teste importante, na escola. Para eles, a antiga universidade inspira e dá sorte. Melhor ainda se passarem a mão na cabeça de uma tartaruga “sagrada”. Na verdade, as tartarugas são pedestais para as inscrições sobre os acadêmicos que passaram nos exames do Van Mieunomes e detalhes pessoais. Apenas 82 das 112 Estelas das Tartarugas sobreviveram ao tempo. Elas são do século 15 ao 18 e são as principais relíquias do templo.

Tartarugas no Templo da Literatura, em Hanói, Vietnam.
As tartarugas estão presentes na história do Vietnã.
Sobre o casco, elas levam o nome de antigos acadêmicos.

Confúcio

No meio do Templo da Literatura, fica o Altar de Confúcio – o homenageado. A Bai Duong, ou seja, a Casa das Cerimônias, tem uma decoração arrojada, em vermelho e dourado, com muita laca. No altar, a estátua do filósofo e quatro discípulos. Nesse altar, reis e mandarins faziam oferendas e sacrifícios. E as oferendas continuam: flores e frutas, principalmente. O sacrifício é só o calor – o que não é pouco!

A decoração vermelha, as flores de lótus, as faixas escritas em chinês proporcionam o clima oriental do templo.
Lanternas, laca e caracteres chineses por todos os lados.
No altar de Confúcio, oferendas como flores, frutas e velas.

Lembrancinhas

Lado a lado, lojinhas oferecem o artesanato vietnamita, com destaque para os bonecos do Teatro de Marionetes na água.

As lojinhas se enfileiram para oferecer o artesanato vietnamita.
Bonecos de todos os tamanhos, com a expressão risonha que caracteriza os vietnamitas

O Templo da Literatura é uma das preciosidades arquitetônicas da cidade. É quase um oásis, um espaço de paz, silêncio e tranquilidade, arborizado, cercado de jardins. A entrada é paga, mas não custa mais que 2 dólares.

Compartilhar Post

Comentário (8)

  • Anônimo Resposta

    Delicia seus relatos ?

    25 de julho de 2017 a 23:39
  • fabfeitoza Resposta

    26 de julho de 2017 a 07:47
    • Anônimo Resposta

      Linda paisagem e maravilhosa cultura preservada pelo valor ao passado e as tradições. Vale ver!

      5 de agosto de 2017 a 20:09
    • Sônia Pedrosa Resposta

      Beijão, Fabi!

      7 de agosto de 2017 a 08:27
  • Sônia Pedrosa Resposta

    É verdade, Regina! Beijão!

    7 de agosto de 2017 a 08:27
  • SYLVIA LEITE Resposta

    Que beleza de lugar!! Já está na minha lista. Bela matéria, Soninha!

    21 de junho de 2022 a 07:09
    • sonia Resposta

      O templo da Literatura é uma inspiração. Quando eu estava pesquisando para visitar o país, já fiquei encantada com esse templo.

      23 de junho de 2022 a 08:05

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.