logo existe um lugar no mundo 1578

Coruripe – Alagoas: paixão à primeira vista

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Farol de Coruripe, em Alagoas
Farol de Coruripe, em Alagoas

Coruripe é uma pequena cidade alagoana, cujos atrativos principais são as belezas naturais. O mar, as lagoas, o coqueiral, a vegetação e o formato das praias conquistam o visitante assim que ele chega. Abaixo, vamos passar todas as dicas de como chegar a esse paraíso, o que ver, onde se hospedar e onde comer.

Coruripe, em Alagoas, vista de cima e o farol do Pontal
Coruripe vista de cima e o farol do Pontal

Coruripe

Coruripe, que significa rio dos sapos, é um verdadeiro achado para quem viaja em busca de sossego, descanso, sombra e água fresca – aquele lugar que a gente procura para recarregar as baterias e voltar para casa com a energia renovada, pronta para a próxima “temporada”. Coruripe é o lugar para você esquecer a agenda, desligar-se dos compromissos, guardar o relógio na gaveta, abandonar os sapatos e se ocupar da atividade mais prazerosa que existe: observar a natureza – hoje é noite de lua cheia? A maré está seca? E esse barulho das ondas do mar e das palhas dos coqueiros?

A praia do Pontal do Coruripe, na maré seca, em Alagoas
O vasto areal quando a maré está seca, no Pontal do Coruripe

Quando ir a Coruripe

Em Alagoas tem sol o ano inteiro. Vez por outra, chove, é verdade, e se você não quer correr este risco, sugiro que marque a sua viagem de setembro a março, quando o sol e o calor, com temperatura em torno de 30 graus são garantidos.

Como chegar a Coruripe

O aeroporto mais próximo é o de Maceió e fica a mais ou menos 100 quilômetros. Chegando do Sul, de carro, pode ser pela Rodovia BR-101 + AL-105 ou pela SE-100 + AL-101 – esta última opção segue pelo litoral e inclui uma balsa – o que não significa que seja mais demorado que a primeira, que vai por dentro. Apenas, 20 minutos a mais, o que não faz tanta diferença assim.

O que ver em Coruripe

Certamente, as praias, os coqueiros, a natureza que se exibe sob um sol sempre presente, o ano inteiro. Como referência, o Pontal de Coruripe e a Lagoa do Pau.

A praia do Pontal de Coruripe e a barreira de corais, em Alagoas
A praia do Pontal de Coruripe o a barreira de corais
Barreira de corais vista de cima, na praia do Pontal de Coruripe, Alagoas
Barreira de corais vista de cima

Farol do Pontal de Coruripe

Trata-se de um dos símbolos e cartões postais da cidade. Localizado na parte mais alta da cidade, acima da Praia do Pontal de Coruripe, o farol foi construído em 1948 e está presente na logomarca da Prefeitura da cidade, no brasão do time de futebol e no brasão da cidade, desde 2006. Em torno do farol, a gente encontra bares, restaurante e artesanato. Do farol, tem-se uma bela vista da praia e, ao entardecer, um pôr do sol deslumbrante.

Pontal do Coruripe visto do alto, Alagoas
Pontal do Coruripe visto do alto

Praia do Pontal de Coruripe

Esta é a minha preferida. Emoldurada por coqueirais, a Praia do Pontal tem areia branca a fina, águas tranquilas e esverdeadas. A força das ondas é quebrada pelo arrecife, que é uma formação rochosa, próxima à costa. Quando a maré está seca, uma grande piscina se forma, com profundidade que varia entre a altura dos joelhos e a do peito. A praia é perfeita para crianças, uma vez que as ondas são barradas pelo arrecife.  Perfeita, também, para os adultos que adoram ficar “de molho”.

Praia do Pontal de Coruripe, em Alagoas
A piscina que se forma na praia do Pontal de Coruripe, quando a maré está seca.

Cachoeira

Para uma hidromassagem natural, a ideia é esperar a maré começar a encher. O arrecife também proporciona uma cachoeira ao longo do seu comprimento. Em muitos pontos, dá para ficar junto ao paredão de pedra e aproveitar a água que cai com força sobre a gente.

Cachoeira na barreira de corais, na praia do Pontal de Coruripe, em Alagoas
João Miguel aproveita a massagem vigorosa que a cachoeira produzida pela barreira de corais faz quando a maré começa a encher.

Passeio de barco

Ainda na Praia de Pontal, é possível contratar um barco para um passeio até os mangues da foz do Rio Coruripe e os Baixios de Don Rodrigo, um local que guarda histórias de naufrágios de barcos que chegaram à costa. Um deles trazia Don Pedro Fernandes Sardinha, o primeiro bispo do Brasil, que foi capturado e comido pelos índios caetés, junto com outros passageiros. Para isso, é preciso que o mar esteja calmo ou a maré baixa.

Barco de passeio na praia em Coruripe, Alagoas
Nesse barquinho simpático dá para dar uns passeios pela praia

Caminhada pela Foz do Rio Coruripe

Com a maré baixa, é possível também dar uma caminhada de 3 quilômetros pela praia, ida e volta, na direção sul, passando pela enseada da vila, onde os pescadores deixam seus barcos e pelo mangue. Nesse passeio, aproveite para registrar as paisagens que se apresentam, à medida que caminha.

Pôr do sol na praia em Coruripe, Alagoas
Um passei ao pô do sol é irresistível

Caminhada até a Praia da Lagoa do Pau

Pela praia, você pode percorrer de em torno de 8 quilômetros, ida e volta, na maré baixa, na direção norte. Um pedaço desse caminho é deserto e você chega à foz do pequeno Rio do Pau. Indo um pouco mais adiante, chega-se às barracas que servem refeições, bebidas e água de coco.

Praia da Lagoa do Pau

Na direção norte de quem está na Praia do Pontal de Coruripe, caminhando 4 quilômetros, a gente chega à Praia da Lagoa do Pau, que tem esse nome em função de uma lagoa. Na região, havia uma árvore com o tronco, cujo formato lembrava uma orelha que ajudava a juntar água, onde as pessoas costumavam se refrescar quando por ali passavam. E assim chegou-se ao nome da praia, que se divide assim: do lado direito, por causa da barreira de corais, o mar é calmo, forma piscinas de águas cristalinas e mornas. Do lado esquerdo, é aberto, com ondas, propício para a prática do surf, por exemplo. No entorno, vamos encontrar bares, restaurante, pousadas e imóveis para aluguel de temporada.

Surfistas aproveitando as ondas da praia da lagoa do Pau, em Alagoas
Surfistas aproveitando as ondas da praia da lagoa do Pau

Onde ficar em Coruripe

Existem várias opções espalhadas pela cidade e para todos os bolsos. No Booking.com você encontra a que cabe no seu orçamento, com certeza: Paradise, Vila Bello Pontal, Ponta da Asa, Suítes Enseada, Mirante do Pontal, Coco Pontall Bangalôs, Ecolodge Batel Alagoas, Suítes Enseada Beira Mar,  Hotel Litoral Sul, Portal dos Coqueirais, além de várias casas para alugar por temporada. Mas só podemos falar sobre a que conhecemos – no parágrafo abaixo.

Pousada Pontal dos Sonhos – Chalés Praia do Farol

Considero a nossa escolha a melhor, a que reúne todas as qualidades que tornaram a nossa estada em Coruripe inesquecível: a Pontal do Sonhos tem uma decoração rústica e oferece chalés e flats equipados com geladeira, pia, churrasqueira e fogão, além de internet, piscina e estacionamento. Alguns chalés têm piscina exclusiva ou hidro. Os quartos são super confortáveis, com ar-condicionado potente e um ótimo chuveiro. O café da manhã, servido das 7 às 10,  é variado: pães, bolos, frutas, sucos, iogurte, café, leite, achocolatado, cereais,  ovos, tapioca e outras delícias que podemos pedir na cozinha a funcionárias sempre muito gentis.

Para garantir a sua estada nesse paraíso, você pode fazer a sua reserva no diretamente com o proprietário, Pedro Pacca, através do whatsapp (82) 99660-5559.

Entrada da Pousada Pontal dos Sonhos
A entrada da Pontal dos sonhos tem uma pequena capela
O quarto do Pontal dos Sonhos
O quarto confortável da pousada Pontal dos Sonhos
Flat da Pousada Pontal dos Sonhos
A pousada também oferece flats como este, claro e arejado
Piscina da pousada Pontal dos Sonhos
A linda área da piscina
Bangalô da Pousada Pontal dos Sonhos, com piscina exclusiva, de frente para o mar
Bangalô com piscina exclusiva, de frente para o mar
Minicozinha dos bangalôs, na Pousada Pontal dos Sonhos
Todos os bangalôs têm uma minicozinha, muito completas, com panelas, talheres, pratos e eletrodomésticos

Localização da Pousada Pontal dos Sonhos.

A Pontal dos Sonhos é pé na areia, a 100 metros do farol. Na sua frente, uma grande piscina se forma quando a maré está baixa. Quando a maré começa a encher, as cachoeiras se formam no arrecife de corais.

Pousada Pontal dos Sonhos na Praia do pontal de Coruripe, em Alagoas
Para ir à praia, nem precisa atravessar a rua
Praia do Pontal de Coruripe, com cadeiras, mesa e guarda-sol, em Alagoas
A 50 metros da pousada, cadeiras, mesa e guarda-sol para alugar: R$ 40,00

Onde comer em Coruripe

Existem alguns lugares espalhadas pela cidade, mas numa viagem de férias, onde o objetivo é relaxar, a gente nem pensa em sair pesquisando. Optamos por ficar nas imediações do Pontal do Coruripe e lá encontramos o restaurante O Baiano (whatsapp 82 99395-6201), onde almoçamos 2 vezes. A comida é boa e variada, mas o restaurante é muito cheio. Vá com paciência. Outro lugar que podemos indicar, sem medo é a Ilha Beach Club (82 99118-9566) que serve almoço e jantar e uma pizza deliciosa; Restaurante Quintal de Casa, na praça principal da vila, com delivery (whatsapp 82 99405-7886) . Outras opções são o Food Point, que serve lanches e a Barraca do Acarajé – tudo pertinho.

Delivery

As opções para pedir também são várias. Todas as sugestões a seguir entregam na pousada Pontal dos Sonhos: Restaurante Pizzaria Garota do Atlântico (whatsapp 82 99373-6791), com comida variada, internacional e pizza; Daruma Resturante Japonês (whatsapp 82 99121-2699); Tonho Pizzaria (whatsapp 82 99424-1540), Oush Burger (whatsapp 82 99368-4532) com deliciosos hamburgueres e Jô Burger (whatsapp 82 99368-4532), com várias opções, também, de hamburgueres.

Quentinhas

Você ainda conta com o serviço de entrega de quentinhas, desde o café da manhã, passando pelo almoço e o jantar. Os contatos são esses: Comida Caseira da Guinha (82 82 8299100-5894) e Restaurante Quintal da Casa (82 99405-7886)

 

Pizza
Pizza boa e bonita a menos de 100 metros da pousada

O que comer em Coruripe

Assim como em todo o estado de Alagoas, os pratos à base de peixe, frutos do mar e o sururu em especial são pièce de résistance e não podem ficar de fora da lista do que experimentar na sua passagem por Coruripe. No Restaurante O Baiano, nós comemos uma moqueca de peixe e camarão com leite de coco, acompanhada de saladas, vinagrete, arroz e pirão – estava uma delícia. Obviamente, a gente encontra frango, batata frita, filé, carne do sol, salmão, mas os frutos do mar encabeçam a lista de opções do restaurante mais central do Pontal de Coruripe.

Moqueca de peixe e camarão
Foto do Pixabay, uma vez que me distraí e me esqueci de fotografar a moqueca. Isso acontece sempre.

O que comprar em Coruripe

Cá entre nós, viajar e não comprar as coisas lindas que a gente vê por aí é difícil, né? Confesso que faço uma força para resistir. O artesanato da região é o destaque e vale a pena a gente prestigiar as artesãs da região. Elas trabalham com a fibra de Ouricuri, uma palmeira nativa da região. Bandejas, cachepôs, bolsas, chapéus, mandalas, cestinhas para pão e utensílios domésticos são feitos com capricho. Próximo ao farol, a Associação das Artesãs do Pontal de Coruripe abre as portas todos os dias para exibir e vender as peças produzidas pelas artesãs.

Artesanato
O belo artesanato de Coruripe
Artesanato variado em Coruripe, Alagoas
Criatividade e variedade nas peças produzidas

Finalizando

Coruripe é muito mais do que isso. Nós fomos por lá na semana, entre o Natal e o Réveillon e o clima estava perfeito. Não choveu uma única vez e aproveitamos a praia todos os dias, desde cedo. Foram dias de lua cheia e muita preguiça. Outra boa lembrança foram os papos com o seu Pedro Pacca, o proprietário da pousada, um paulista filho de alagoano, muito viajado, que logo cedo descobriu o que é bom e há mais de 20 anos adotou Coruripe como seu porto seguro. Mas como resistir ao pôr do sol desse lugar?

Barcos sob o pôr do sol em Coruripe, Alagoas
Pôr do sol em Coruripe

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Reddit
Tumblr

você também pode gostar

autor(a)

Sônia Pedrosa

Sônia Pedrosa

Publicitária

comentários

36 respostas

  1. Olá Sonia&Wendell, passei boa parte da minha vida acampando com minha família e amigos. Vendo a publicação e a estrutura que foi mostrada por vocês, já já, vamos voltar ali com a família(agora incluindo os netos). Obrigado pelas excelentes informações.
    M. Luiz

    1. Manoel Luiz, há 40 anos, eu não ia lá. Adorei tudo o que vi e pretendo voltar mais vezes. E recomendo!
      Obrigada pela visita e pelo comentário!

  2. Perfeito, só gratidão!!
    Você como sempre arrasa! Amei tudo; texto ótimo, imagens belíssimas!!
    Viajar é bom demais e o nosso Brasil 🇧🇷 só tem lugares top paraíso 🙌🏼😃
    E você mastigando desse jeito a vontade é de botar pé na estrada e viver 😃😃😃bjos

  3. A última vez que estive no Pontal do Coruripe foi em 2018. Fiquei hospedada numa pousada de um português, não me recordo o nome da pousada, mas foram dias maravilhosos de muita praia, comida boa, cervejinha gelada e pequenos passeios pelas praias. Ameiiii…rsrs

  4. Sonia, adorei tudo ! É como se eu estivesse lá.Suas informações fazem com que nos sintamos assim! Estive o ano passado numa outra praia alagoana : Ipioca Também muito bonita e aconchegante! Quem sabe se ainda não iremos conhecê- lá ?

  5. Maravilha de lugar e de matéria, Sonita. Vou incluir nos meus planos para o futuro. E continuo te parabenizando pela excelente qualidade do portal.

  6. Amiga, você consegue , com mestria, nos trasportar para as localidades que descreve. As belas praias de Cururipe ganham, na sua descrição , um encanto a mais.
    Chega ser uma tortura visualizar estas paisagens paradisíacas debaixo do calor infernal que estamos passando nesta nossa Aracaju.
    Parabéns por mais este trabalho brilhante.

  7. Soninha, o seu dom de nos transportar e encantar com preciosos e precisos relatos faz com que o “comichão viajante” aflore com tanta força e deslumbramento que é difícil resistir ao desejo incontrolável de fazer as malas e botar os pés na estrada!
    Suas narrativas nos enchem de informações confiáveis e repletas de detalhes que apenas pessoas sensíveis como vocês são capazes de traduzir em palavras!
    Parabéns e muitíssimo obrigado!

    Ps: já combinei com Carminha que nossa próxima viagem será para Coruripe.

    1. Que legal, Boni!!! Espero que vocês curtam muito!!! Eu não ia a Coruripe há mais de 40 anos. Fui agora e me apaixonei, quero voltar mais vezes!!!
      Obrigada pelas palavras generosas. Um grande abraço!

  8. Tive em Coruripe há anos atrás, mas como está diferente, desenvolvida, parabéns, matéria maravilhosa, mostrando tudo que um turista precisa para curtir a cidade, parabéns pelo belo trabalho .

  9. Já tem um bom tempo que não visito Coruripe. E amei ver suas dicas, com certeza voltarei! Paraiso bem pertinho da gente! Parabéns, Sônia! Abraço.

  10. Ahhhh que máximo! A sua descrição me transportou a Coruripe. (É como se eu já tivesse dado uma “voltinha” por lá). Rsrsrsr
    Amei seus comentários e adoraria conhecer o artesanato de pertinho.
    Parabéns pelo seu trabalho, Sônia!
    Beijão 💜

  11. Ai que vontade de passar uns dias em Coruripe! Lindas fotos, lindo artesanato e adorei as dicas de delivery e restaurantes. Parabéns, Sônia, mais uma vez!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais recentes

Arquivos