logo existe um lugar no mundo 1578

Lago de Bled: o cartão postal da Eslovênia

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
natureza perfeita
natureza perfeita

O Lago de Bled é uma das imagens mais lindas que podemos ter da Eslovênia. Trata-se de um destino importante no roteiro de quem visita o país. Se você nunca se imaginou passando férias nesse pedacinho do planeta, prepare-se para se apaixonar. Abaixo, as dicas do que ver, quando ir, o que fazer, quanto tempo ficar, onde comer e onde se hospedar, no Lago de Bled.

O Lago de Bled visto do alto do castelo
O Lago de Bled visto do alto
Ilha de Bled
O lago e a única ilha do país com sua igrejinha

Lago de Bled: como é

Com 2.120 e comprimento, 1.380 metros de largura e profundidade de no máximo 29 metros, o Lago de Bled está rodeado de montanhas e florestas que se misturam com os Alpes Julianos (assim chamado em homenagem a Júlio César). No centro, a Ilha de Bled parece pairar sobre a superfície, à espera de peregrinos que costumam visitá-la desde a Idade Média. No alto de uma das montanhas, o Castelo de Bled.

João e Sonia no Lago de Bled, posando para foto
Nós e o cenário perfeito para fotos. No fundo, o castelo e uma igreja do vilarejo

Lago de Bled: onde fica

A 55 quilômetros de Liubliana, a capital da Eslovênia, no pequeno vilarejo de Bled. Nós chegamos lá de carro, depois de passar por Budapeste, na Hungria, mas você pode chegar lá de ônibus (7 euros) ou trem (4 euros e 80 centavos). A rodoviária Avtobusna Postaja, em Liubliana, tem ônibus para Bled, de hora em hora, das 6 às 22h30.

As montanhas eslovenas em torno do Lago de Bled
A paisagem eslovena em torno do Lago de Bled

Lago de Bled: quando ir

Nós fomos em fevereiro, final de inverno, pegamos muito frio, mas o sol brilhava o tempo todo. Imaginamos que no verão seja mais bonito ainda – se é que isso é possível. Concluímos que não há época ruim para ir para Bled. Mas é bom que você saiba que, no verão, o lago fica lotado, com gente querendo mergulhar nas águas verdes e transparentes e aproveitar a natureza da região.

Lago de Bled: quanto tempo ficar

Nós fizemos um bate e volta, já que fica pertinho de Luibliana, onde estávamos hospedados. Eu acho não é preciso ficar mais do que isso, a não ser que você tenha bastante tempo e queira curtir a atmosfera bucólica do lugar.

Lago de Bled: o que ver

Além da beleza do lago, que é 1 dos 300 lagos eslovenos, temos a Ilha de Bled, que é a única do país e fica no centro e o Castelo de Bled, empoleirado numa das montanhas que cercam o lago. Em torno do lago, uma trilha de 6 quilômetros, uma calçada larga com bancos e jardins propiciam caminhadas e pedaladas inspiradoras. Muitos hotéis oferecem bicicletas aos hóspedes. O Lago de Bled é um retrato perfeito da beleza da Eslovênia.

Ilha de Bled, no centro do lago de Bled
A ilha de Bled fica no centro do lago

[ppromo_passagens destination=”LJU” limit=”6″ header_text=”Menores preços de passagens saindo de São Paulo” tags=”Post Lago de Bled” month=”11″ show_logo=”true” /]

Ilha de Bled

Para chegar lá, a gente pegou um barquinho de madeira feito à mão, o pletna boat, usado desde 1590. Ele é conduzido a remo por um pletnoar (o condutor), com valor aproximado de 15 euros, ida e volta – dividindo com outras pessoas. Todos os barcos têm um nome feminino, assim como os rios da Eslovênia. O nosso se chamava Larissa. Existe, também, a possibilidade de pegar um barco a motor, com horários determinados e que custa 12 euros (adultos) e 8,50 euros, além de preços especiais para famílias e grupos.

Pletna boat no Lago de Bled
A embarcação para chegar à ilha de Bled não tem motor para não sujar as águas do lago
Dividimos o platna boat com este casal para chegar à Ilha de Bled
Com o casal Monica, François e os filhos, dividimos o platna boat.
Aljosa Bijol nos levou para a ilha de Bled
Aljosa Bijol foi o pletnoar que nos levou para a ilha

Curiosidade

Enquanto atravessávamos o lago, vimos a mansão de férias do ditador comunista, Tito, que governou a antiga Iugoslávia, da qual a Eslovênia era uma das seis repúblicas socialistas – Sérvia, Bósnia e Herzegovina, Croácia, Montenegro e Macedônia.

Mansão do comunista, Tito
A mansão do comunista prova, mas uma vez, que eles sabem se cuidar.

Igreja da Assunção

Entre as edificações na ilha, está a Igreja da Assunção de Maria – Cerkev Marijinega vnebovzetja. Ao lado, uma lojinha de souvenirs. Também conhecida como de Nossa Senhora do Lago, esta igreja é local de peregrinação. Antes dela, o que existia era um santuário de madeira, do século 7 ou 8 d.C. O aspecto barroco atual é do final do século 17. No altar, uma imagem de Nossa Senhora, no lago, com o menino Jesus no colo. Em cada lado da imagem, uma estátua do Imperador Henrik II e sua mulher, a Imperatriz Kunigunda. Ao longo da igreja, capelas dedicadas aos arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel.

No Lago de Bled, a escadaria da ilha
Na Ilha de Bled, a escadaria que leva à igreja
Igreja da Assunção, na Ilha de Bled, Eslovênia
a Igreja da Assunção

Casamento

Se você quiser se casar na Igreja da Assunção de Maria, é possível. A cerimônia acontece de acordo com o ritual católico, evangélico ou ortodoxo, conforme religião dos noivos. Durante a realização do casamento, a igreja é fechada para visitantes.

Lenda

Conta-se que uma jovem viúva que vivia no Castelo de Bled, juntou todo o ouro e prata que conseguiu para, em memória do marido, mandar fazer um sino e oferecê-lo à Nossa Senhora, no lago. Quando o sino estava sendo transportado para a ilha, uma tempestade afundou o barco com o sino e os barqueiros. A viúva entristeceu e se mudou para um convento. E só depois da sua morte a igreja ganhou um sino – enviado pelo Papa. Desde então, os peregrinos têm chamado este sino de sino dos desejos.

Outra lenda diz respeito à escadaria, de 1655. Como a igreja realiza muitos casamentos, dizem que, no dia do casamento, o noivo deve subir os 90 degraus com a noiva no colo e, lá na igreja, tocar o sino puxando a corda que fica no meio da igreja e, assim, pedir o que deseja. Para entrar na igreja, você paga 6 euros (adultos) e 4 euros (estudantes).

O altar da Igreja da Assunção
O interior da igreja com o altar e a corda do sino esperando para ser puxada

Castelo de Bled

Localizado em cima de uma rocha a 130 metros de altitude e às margens do lago, este castelo medieval foi construído em torno de 1011, sendo o mais antigo do país. Para chegar até lá em cima, é possível ir a pé ou de carro.

Castelo de Bled, no Lago de Bled
o Castelo Bled é o mais antigo da Eslovênia

Visita ao Castelo

Do alto do castelo, que já foi um hotel, nos anos de 1920, tivemos a vista mais bonita do lago. Mas há outras coisas para ver, como o museu, uma linda capela do século 16, a loja do ferreiro, uma adega, a loja e impressão, além de um restaurante aberto ao público. para visitar o castelo, o ingresso custa 10 euros.

A subida para o castelo
A subida para o castelo
Lago de Bled, visto do alto do castelo
É alto do castelo que os fotógrafos fazem aquelas fotos maravilhosas que a gente vê por aí.
João e Sonia posam para a foto com a vista do lago
Joãozinho e eu – não dava para perder a vista do lago
Pátio do Castelo de Bled
O pátio do Castelo de Bled
Uma das salas do museu
Uma das salas do Museu do Castelo de Bled
Capela
A linda capelinha do século 16
Antigo poço do castelo de Bled, na Eslovênia
Antigo poço do castelo

Lago Bohinj

A 23 quilômetros do Lago de Bled, fica o Lago Bohinj, lindamente inserido entre as montanhas dos Alpes Julianos, mais precisamente no Parque Nacional Triglav. Não custa nada passar por lá para apreciar essa beleza da natureza, vigiada por um elegante veado.

Lago Bohinj
A transparência do Lago Bohinj
Lago de Bled Bohinj veado
A vigilância do Lago Bohinj

O que fazer no Lago Bohinj

Em torno dele, dá para fazer uma trilha de mais ou menos 12 quilômetros planos e pavimentados. A caminhada dura em torno de 2 horas e meia e você vai ver vários ângulos incríveis do lago. Outra opção, se você for no verão é fazer stand up paddle ou pegar um caiaque. Você pode alugar os equipamentos nas lojas que ficam perto da Igreja de São João Batista.

Lago de Bled Lago Bohinj
Apreciar a tranquilidade do lago é tão terapêutico quanto fazer as caminhadas
Lago de Bled Bohinj igreja
Estacione seu carro perto da igreja e aproveito o entorno

Piquenique é mais uma opção de atividade, no Lago Bohinj. Comer, beber e olhar aquela paisagem é uma experiência marcante para os amantes da natureza.

Lago de Bled Bohinj veado escultura

Arredores

A programação não termina aqui. Muito próximo ao Lago de Bled, estão o Castelo Predjama e a Caverna Postojna, tudo com poucos quilômetros de distância – assuntos para os próximos posts. Outro destino popular, de abril a outubro, é o desfiladeiro de Vintgar, na verdade, um cânion cortado pelo Rio Radovna, com ponte de pedra e cachoeira com 13 metros de queda d’água.

Saideira

Finalizamos a viagem, almoçando num restaurante na saída da cidade, onde comemos uma carne de porco maravilhosa e experimentamos a famosa sobremesa típica da região do Lago de Bled: Kremsnita – uma massa folhada com creme de baunilha, bem leve e suave.

Carne de porco no Lago de Bled
A carne de porco. No cardápio, aparece o preço e o peso: mais de 400 gramas
Kremsnita, a sobremesa famosa da Eslovênia
Kremsnita: a célebre sobremesa eslovena

[web_stories title=”false” excerpt=”false” author=”false” date=”false” archive_link=”true” archive_link_label=”” circle_size=”150″ sharp_corners=”false” image_alignment=”left” number_of_columns=”1″ number_of_stories=”5″ order=”DESC” orderby=”post_title” view=”circles” /]

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Reddit
Tumblr

você também pode gostar

autor(a)

Sônia Pedrosa

Sônia Pedrosa

Publicitária

comentários

51 respostas

  1. Essas paisagens naturais da Eslovênia são incríveis. Adorei saber mais sobre o Lago de Bled. E que linda a ilha com a igrejinha!

  2. Cada vez que vejo um post seu sobre a Eslovênia, fico com mais vontade de conhecer! Eu nunca tinha ouvido falar do Lago de Bled, mas já fiquei encantada logo na primeira foto da vista de cima! Que lugar lindo Sônia

    1. Nathalia, a Eslovênia é surpreendente. Nunca pensamos que iríamos gostar tanto de conhecer. É um país lindíssimo, barato, povo simpático, natureza maravilhosa!

  3. Estou encantada com esse Lago, que maravilha a ser vista e admirada em um passeio na Eslovênia. Quero muito conhecer o Lago de Bled: é realmente um lindo cartão postal da Eslovênia

  4. Meu Deus! Que Espetáculo esse Lago de Blend na Eslovênia! Um verdadeiro cartão postal! Me lembrou muito o Morane Lake, nas montanhas Rochosas do Canadá, só que com a diferença que além de tudo ainda tem uma igreja em uma ilha E um CASTELO! UAU! REalmente preciso me programar pra conhecer a Eslovênia. Quantos dias você ficou nessa viagem? No lago vi que foi bate volta, mas quanto custa uma viagem para a Eslovenia?

    1. Cíntia, nós ficamos 4 dias na Eslovênia e é um país relativamente barato. Não saberia dizer quanto gastei lá, especificamente, porque foi uma viagem de um mês por aquela região. Mas para você ter uma ideia, ficamos num hotel 4 estrelas e pagamos menos de 200 reais, a diária. Trata-se de um país lindíssimo, uma natureza exuberante, que vale a pena conhecer.

          1. Deyse, vale super a pena! A Eslovênia é um país incrível e esse lago é um dos cartões postais mais badalados.

  5. Como não ficar apaixonada por cada registro? História? Fiquei encantada 😍 obrigada por nós apresentar esse pedacinho, lindíssimo, da Eslovênia.

  6. Que maravilha todas essas paisagens, que lugar lindo e especial. Essa ilha, o lago de Bled e todo seu entorno é de uma beleza tão incrível que somente olhando as fotos já nos faz bem, imagino presencialmente .
    Tudo lindo, perfeito, e a natureza mais uma vez dando um show de beleza.
    Amei esse lugar.

  7. Há anos eu tenho vontade de conhecer o Lago Bled, e agora finalmente consegui me planejar para ir no próximo mês. Vai estar congelante com certeza, mas prefiro isso à muvuca rsrs obrigada pelas dicas, seu blog me ajudou muito!

  8. O Lago de Bled é super bonito, estivemos aí em fevereiro, era inverno. Um cartão postal apaixonante. Amei o blog, com ótimas informações deste lugar que é uma delícia conhecer!

  9. Oi, Sonia, adorei ver o Lago de Bled por seus olhos! Como montanhas e lagos são minha praia, ficaremos 2 noites, pois quero conhecer a Garganta de Vintgar e um trecho dos Alpes Julianos. Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais recentes

Arquivos