El-DE Haus

EL-DE Haus – sede da Gestapo, em Colônia – Alemanha

EL-DE Haus já foi a sede da Gestapo – polícia nazista alemã – na cidade de Colônia, Alemanha. Hoje, é um memorial, um centro de documentação e pesquisa, que resgata a história das vítimas do regime nazista, assim como investiga e transmite a história da cidade naquele período.

A fachada de El-De Haus
A fachada austera de El-De Haus

El-De Haus: onde fica

O prédio fica perto da estação de trem e o ingresso custa 4,50 EUR. Com mais 2 euros, é possível utilizar o áudio guia, disponível em 8 línguas: alemão, inglês, francês, espanhol, holandês, russo, polonês e hebraico – o que torna a visita muito mais produtiva.

El-De Haus
El-De Haus já não provoca mais o medo que provocava antigamente

Paredes que contam a história

O lugar é impressionante e eu me arrisco a dizer que a visita é obrigatória a quem vai à cidade. Os nove andares do prédio – 4 são subterrâneos – são divididos em celas minúsculas, sem ventilação, onde presos políticos, judeus, ciganos, atores, homossexuais, portadores de deficiências físicas e mentais eram amontoados, torturados e mortos. Nas paredes das celas, preservadas em seu estado original, dá para ler todo o desespero de quem por ali passou. São mais de 1800 inscrições e desenhos feitos pelos presos – pedidos de socorro, recados para a mãe, palavras de desesperança.

El-De Haus
Celas que eram verdadeiros cubículos sem ventilação
El-De Haus
A cela era para uma pessoa, mas podia abrigar 10
El-De Haus
Desenhos e mensagens se espalhavam pelas paredes das celas
A contagem dos dias, em El-De Haus
A contagem dos dias, em El-De Haus

Vida de preso

As celas não tinham banheiro. Os presos saiam, apenas, duas vezes por dia, para as necessidades fisiológicas. Se a coisa apertasse, eles tinham que “resolver” num balde.

El-De Haus
Celas em condições subumanas, sem cama e sem banheiro para todos

Registro da crueldade

Nas paredes, os documentos, gráficos, fotos, mapas, jornais e revistas que registram a atuação nazista, as estratégias, as vitórias e a crueldade da Hitler estão expostos. No primeiro e segundo andares, estão os documentos sobre o partido socialista nacional, como eles chegaram ao poder e como persuadiram a população, e fotos de toda a destruição causada pela guerra. Também estão expostas as cartas escritas para Hitler, cartazes de propaganda, e vídeos dos discursos do líder nazista e as visitas que ele fez a Colônia.

El-De Haus
Um mapa da tragédia
El-De Haus
Fotos de jornal mostravam o avanço de Hitler
El-De Haus
A ponte de Colônia bombardeada
El-De Haus
Vítimas da guerra e da perseguição de Hitler

Tortura

No subsolo, um bunker para proteger os oficiais dos bombardeios servia de sala de tortura, uma vez que os gritos não podiam ser ouvidos dali. EL-DE Haus funcionou como Gestapo de 1935 a 1945. No início, eles precisavam de autorização de Berlim para executar os presos, mas já no final, eles executavam sem escrúpulos. A estimativa é que em torno de 100 presos eram mortos, por dia – por enforcamento ou queimados.

El-De Haus
Gente de todas as idades morreu nos porões de El-De Haus
El-De Haus
Este é um cartão de identificação para judeus.
El-De Haus
Pessoas de destaque na sociedade de Colônia. Mas…eram judeus. E morreram em El-De Haus

El-DE Haus hoje

Definitivamente, este não é um dos principais pontos turísticos da Alemanha. Em dezembro de 1981, El-DE Haus foi transformada em museu e se tornou um dos lugares mais visitados da cidade. As escolas de Colônia promovem a visita dos alunos regularmente. O objetivo é não deixar que ninguém esqueça os horrores da guerra. Lá também são realizados eventos culturais, oficinas, workshops, palestras e congressos. Na biblioteca, estão disponíveis mais de 18 mil volumes, além de revistas e livros do período da guerra e atuais, à disposição, gratuitamente, dos interessados.

El-DE Haus
Professores e alunos em visita à El-DE Haus
El-DE Haus
Escolas de Colônia e de cidades vizinhas lotam, diariamente, El-DE Haus

Visita

O museu está aberto de terça à sexta-feira, das 10 às 18 horas, sábado e domingo das 11 às 18 horas. Prepare-se para uma manhã ou uma tarde inteira, pois há muito o que ver e se emocionar!

Compartilhar Post

Comentário (4)

  • Nathalia Geromel Resposta

    Caramba Sônia, eu desconhecia o el de Haus! Quando entro nesses locais de tortura, sempre me pergunto como as pessoas conseguiam né? Essa época de guerra devia ser terrível

    2 de novembro de 2021 a 10:02
    • sonia Resposta

      Nathalia,
      Esse lugar deveria ser terrível, na época da guerra… nem consigo imaginar. Atualmente, ele é um lugar de pesquisas e estudos. Serve, também, pra gente não esquecer esses horrores que só ouvimos falar, são provas vivas do que aconteceu. Acho interessante visitar, mas meu marido, muitas vezes, se recusa.

      2 de novembro de 2021 a 11:09
  • Deyse Resposta

    Meu Deus, que assustador. Eu não conhecia o EL-DE Haus, a sede da Gestapo, em Colônia, Alemanha. De fato é algo assustador. Porém, um vestígio das coisas terríveis de que o ser humano é capaz de fazer.

    20 de julho de 2022 a 17:18
    • sonia Resposta

      A gente visita, olha e nem acredita. O nível de crueldade é na estratosfera!
      É assustador, realmente!

      21 de julho de 2022 a 13:27

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.