logo existe um lugar no mundo 1578

Fazendo as malas de forma racional

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
mala e menina
mala e menina

Imagino que seja o sonho de todo turista viajar com apenas uma mala pequena, que não precise despachar, mesmo que seja para a Europa. Mas tenho certeza de que, grande parte acha que este é um dos maiores desafios. Rola sempre uma dúvida: será que vou usar essa sandália? E aquela calça? E quando há dúvida… Eu lhe garanto: você não vai usar – a sandália ou a calça. Pode devolver para o armário.

mala
O tamanho da mala diz um pouco sobre você, pode apostar.

Mala: uma questão de bom senso

Não há segredo para viajar com bagagem pequena. Trata-se de bom senso, de desapego, de coragem de abdicar dos excessos e dos supérfluos. Se você não vai se mudar para outra cidade, para outro país, não precisa levar todos os cremes e, muito menos, roupa para todas as estações do ano – embora o clima esteja muito maluco. Escolha o que levar, com cuidado.

mala de mão
Uma mala de mão é o sonho de todo viajante

Há quem leve vários sapatos, tênis, botas, chinelos, sandálias e termina que alguns deles voltam sem uso. Pura insegurança, pode apostar. A gente só deve levar aquilo que a gente tem certeza de que vai usar. Isso se quiser viajar mais leve. Afinal, agora, teremos que pagar por mala despachada!

Sangue frio na hora de fazer a mala

A primeira coisa que pode fazer a diferença, é escolher uma mala leve. A segunda é conferir o tempo com um desses serviços de meteorologia para saber que roupa levar. Eu costumo usar o Climatempo. Outra coisa importante é arrumar a mala com antecedência, com tempo para fazer uma triagem e tirar o que estiver na dúvida. Outra dica básica é levar peças que combinem entre si. Echarpes fazem verdadeiros milagres no visual – por isso, não podem faltar na mala de ninguém.

malas pequenas
os jovens e as suas bagagens – quanto menor a bagagem, mais fácil de acomodá-la.

Nem tudo está perdido

Shampoos, cremes e similares podem ir num nécessaire, dentro de uma bolsa de mão. Um detalhe: os produtos não precisam ir na embalagem original, a menos que esteja em frascos pequenos, de até 100 ml – assim, não ocupam espaço e não pesam. É interessante levar uma bolsa extra, dentro da mala, de material leve, que dê para dobrá-la, para a volta da viagem. A gente sempre termina comprando alguma coisa. E todo o planejamento pode ir por água abaixo, na volta.

mala
uma mala pequena significa menos roupa, ou seja, é mais fácil escolher o que vestir

Mas, se você for daquelas pessoas que acha imprescindível levar o hidratante do cotovelo, do joelho, das mãos, do corpo e do rosto, uma lavanda para o dia e um perfume para a noite, uma bota de cano longo e outro de cano curto, um sapato fechado, uma sandália baixa, uma sandália alta, um tênis para corrida e outro para caminhar…relaxe. Leve tudo o que achar necessário. Você vai conseguir impressionar muita gente!

malas
Há quem viaje assim, com roupa para todas as estações

Compartilhe esse artigo:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
Reddit
Tumblr

você também pode gostar

autor(a)

Picture of Sônia Pedrosa

Sônia Pedrosa

Publicitária

comentários

11 respostas

  1. Para mim a hora de fazer a mala é sempre um momento bem delicado nas viagens. Eu sempre quero levar a casa inteira, mas aos poucos estou conseguindo me controlar, fazer uma mala pequena e levar apenas o essencial.

  2. Excelente post, muito útil. Realmente é bom ter sangue frio e bom senso na hora de arrumar a mala. Sem exageros e menos peso e pagar menos são fatores que ajudam muito pra mim.. rsrsrs

  3. Mala grande ou pequena? É claro que a resposta é pequena. Mas como você bem disse, o dificil é desapegar e levar somente o estritamente necessário. Mau truque pra isso foi me dizer que se faltar alguma coisa, posso comprar na viagem hahaha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais recentes

Arquivos