Pirambu | Sergipe

Pirambu fica a 30 quilômetros de Aracaju, capital de Sergipe, numa região conhecida como Costa dos Manguezais. A origem do nome é tupi-guarani e significa peixe grande. Trata-se de uma das praias mais procuradas do estado, destino de muitos sergipanos, em fins de semana, feriados e férias. É, também, a praia escolhida de turistas que chegam em Aracaju, querendo conhecer outros destinos dentro do estado.

uma grande extensão de areias branquinhas e finas esperam por nós em Pirambu

Pirambu: para chegar lá

Para chegar a Pirambu, a minha sugestão é ir pela Rodovia SE100. Saindo de Aracaju, é pegar a ponte João Alves, na zona norte da cidade, e seguir em frente – não tem erro. A gente atravessa o Rio Sergipe, chega à Barra dos Coqueiros e segue em frente. Passa por condomínios, fartos coqueirais, pelo parque eólico, dunas, lagoas e logo avista o mar, por trás de tudo, quando já estamos chegando à cidade.

Ponte João Alves Filho

Chegando à Barra dos Coqueiros – município sergipano

o verde coqueiral às margens da rodovia que leva a Pirambu

pela janela do carro, as dunas

Parque eólico de Sergipe – energia limpa e renovável

E por fim… mar à vista!

Pirambu

Pirambu está crescendo. Não é mais aquela vila de pescadores da minha adolescência, com uma TV na praça, onde todos da cidade iam à noite para assistir televisão – mas que era uma delícia. Logo na entrada, nos deparamos com um conjunto residencial, que abrigará, em breve, dezenas de famílias. Apesar do crescimento, as ruas da cidade permanecem tranquilas, sossegadas. Nada melhor para descansar – banho de mar, sol, dormir, explorar a cidade. Programa perfeito para desestressar – se esse verbo existisse!

em breve, esse conjunto residencial será inaugurado

uma das ruas da típica cidade de praia, onde a paz reina absoluta

Na praça principal, fica a igreja de Nossa Senhora de Lourdes, padroeira da cidade. É nela que, aos domingos, boa parte da população assiste à missa. Em torno da praça, residências e pequenos comércios, além da Colônia de Pescadores, fundada em 1911, junto com o povoado. Mais adiante, o comércio de peixes e camarões, que são vendidos, também, para Alagoas, Pernambuco e Bahia.

Igreja Nossa Senhora de Lourdes – padroeira da cidade

é aqui que os fiéis se encontram aos domingos

As ruas tranquilas e sem trânsito de Pirambu são convidativas

A colônia de pescadores está em funcionamento desde 1911

E o que é que Pirambu tem?

Além de ser um dos principais centros pesqueiros do nordeste, onde a gente pode comprar peixe e camarão fresquinhos, recém-chegados do mar, Pirambu é um verdadeiro cenário, sempre ensolarado, cercado por dunas, manguezais, lagoas, cachoeiras e trilhas, e banhado por um mar de águas mornas e limpas. É o cenário ideal para descansar, aproveitar a paz e a tranquilidade que reinam na cidade – quando não tem festa.

Projeto Tamar

Em Pirambu, o Projeto Tamar mantém a reserva ecológica Santa Isabel, onde fica um dos principais centros de estudo das tartarugas marinhas. Na tentativa de preservá-las, o Tamar inseriu a comunidade nos seus projetos e transformou predadores em defensores da tartaruga.

Reserva Biológica Santa Isabel

Um dos programas do Projeto Tamar para a comunidade: street dance

A praia

A praia é o grande atrativo de Pirambu, que recebe o turista com alguma estrutura: bares e restaurantes, hotéis e pousadas simples, mas que atendem a todos. Pirambu também é um destino para surfistas e outros praticantes de esportes aquáticos. A extensão de areia é grande e as pessoas podem se espalhar, embora, o ideal seja aproveitar a sombra das palhoças erguidas pelos restaurantes. Assim, dá para aproveitar o serviço: os garçons vão até as palhoças com os pratos e as bebidas.

Essa palhoça fica na frente do Pirambeleza – um dos restaurantes mais antigos da cidade

O Pirambeleza tem mais de 30 anos e suas moquecas são famosas

espaço é o que não falta

e a segurança está garantida por 3 salva-vidas sempre a postos

surfistas em ação

Pirambu também é lugar de festa

O município também é famoso pelas festas que promove o ano inteiro: réveillon, carnaval, cabacinhas (este é o evento mais antigo da cidade e consiste em jogar, uns nos outros, bolas de cera, cheias de água, produzidas pela população e vendidas a todos que querem participar da brincadeira), dia da padroeira e o São João antecipado são algumas das festas, que já fazem parte do calendário do estado. Nessa época, a cidade lota.

Fora da cidade

Saindo da cidade, Pirambu oferece várias opções de turismo ecológico: a Trilha das Dunas, que tem 14 km de dunas, com vegetação litorânea; a 1 km do mar, está a Cachoeira do Roncador; a Lagoa do Sangradouro, cercada de dunas; e a Lagoa Redonda, que realiza o sonho de quem quer se casar, enfim, Pirambu é mais do que a praia. Há muito o que explorar.

2 comentários sobre “Pirambu | Sergipe”

  1. Muito boas informações para quem quer conhecer os lugares citados. Parabéns!!

    1. Obrigada! Pirambu é uma bela opção para férias, fins de semana e feriados!
      Grande abraço,
      sonia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *