Loi Krathong

Loi Krathong – a celebração dos espíritos das águas

Loi Krathong é uma das festas mais bonitas do planeta e ela acontece na Tailândia. Portanto, todo sacrifício vale a pena.  A festa celebra os espíritos das águas e, geralmente, ela acontece em novembro, na lua cheia do 12º mês lunar do calendário tailandês, e celebra os espíritos das águas. Além da decoração, com estruturas feitas à base de plantas e flores, as lanternas e as procissões de barcos são o ponto alto da festa. Esse ano, por causa da morte do rei, não teve lanternas no céu – uma pena!

O lindo arranjo de flores na festa de Loi Krathong, em Bangcoc, Tailândia
O lindo arranjo de flores na festa de Loi Krathong
arranjo de flores na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Arranjos coloridos se espalham pela festa de Loi Krathong
Decoração da festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Decoração em forma de flor de Lótus.
Arranjos na água em Bangkok, Tailândia
Locais e visitantes se posicionam para depositar os arranjos na água.

Arranjos na água em Bangkok, Tailândia
Arranjos de todas as cores tomam conta do rio Chao Phraya

Onde e quando acontece o Loi Krathong

Geralmente, a festa acontece em novembro, na lua cheia do 12o. mês lunar do calendário tailandês. Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia, e Ayutthaya, a primeira capital do país, têm a fama de realizar os melhores Loi Krathong. Mas, Bangcoc também realiza, nem sempre às margens do rio Chao Phraya. Nesse dia, os canais e lagos também ficam iluminados.

Como é o Loi Krathong

Pequenas jangadas feitas de tronco de bananeira e decoradas com flores, velas e incenso – em homenagem à deusa das águas, Phra Mae Khongkha, flutuam pelas águas. Acredito que toda a população se volte para essa festa, nesse dia. Conversamos com várias pessoas e todas elas já estavam programadas para, à noite, encontrar a família e os amigos e levarem as oferendas.

A festa de Loi Krathong no o parque Santi Chai Prakan, em Bangkok, Tailândia
Em Bangcoc, o parque Santi Chai Prakan se ilumina para a festa.
O pavilhão do parque Santi Chai Prakan, em Bangkok, Tailândia
O pavilhão do parque Santi Chai Prakan ganha vida com a iluminação artística
Vários corais se apresentam pelo parque Santi Chai Prakan
Vários corais se apresentam pelo parque Santi Chai Prakan
Decoração do parque Santi Chai Prakan, na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Toda a decoração é feita com flores, folhas e gravetos.
Decoração do parque Santi Chai Prakan, na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Tailandesa orgulhosa do arranjo que fez.
Arranjos seguem pelo rio, na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Os arranjos seguem rio abaixo

Menininha na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Desde cedo, os tailandeses participam da festa.

Loi Krathong em Bangkok

Demos muita sorte de ir à Tailândia, justamente, nessa época, quando acontece a festa de Loi Krathong. Perto do nosso hotel, o parque Santi Chai Prakan se enfeitou para o evento. Chegamos por volta das 7 da noite e encontramos turistas e locais, que se misturavam com a produção das jangadas. Concursos de beleza e outros espetáculos aconteciam a cada 20 metros. Tudo muito colorido e iluminado.

João Miguel na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
João Miguel e as luzes do Parque Santi Chai Prakan.
Produção de arranjos na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Produção em ritmo acelerado
Produção de arranjos na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Turistas aprendendo a fazer as jangadas
Modelo na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
Modelo encenando a produção dos arranjos

Phra Sumen

Nesse parque, fica o Forte Phra Sumen, construído em 1783, para defender a cidade contra uma invasão pelo rio. Trata-se de uma das edificações mais antigas do país, um valioso patrimônio militar. Hoje, não sei se ele funciona para alguma coisa. Só sei que ele é um monumento nacional protegido, enfeita o espaço e é parte do Loi Krathong

João Miguel na festa de Loi Krathong, em Bangkok, Tailândia
João Miguel e o Forte Phra Sumen.

O Significado do Loi Kratong

Crianças e adultos constroem suas jangadas no capricho, acendem as velas e soltam as jangadas no rio. Cada uma mais bonita, mais elaborada que a outra. O governo também participa, assim como as empresas, com jangadas maiores e mais elaboradas. Eles acreditam que fazê-las navegar pelas águas simboliza a superação de todos os sentimentos negativos, como rancor e inveja, a chance de recomeçar sem essa negatividade, além de trazer boa sorte.

Os arranjos precisam ser coloridos e vibrantes.

A tradição

Houve um tempo em que os tailandeses também cortavam o cabelo e as unhas e colocavam nas jangadas, como símbolos dos males que carregavam e queriam deixar para trás. Assim, eles estavam renunciando a tudo que é ruim. Hoje, pelo menos os mais jovens, só se preocupam em fazer uma linda jangada, bem colorida e iluminada para soltá-la nas águas dos rios ou lagos. A beleza do Loi Krathong afasta qualquer espírito maligno e a animação das pessoas são o melhor presságio.

Compartilhar Post

Comentário (13)

  • Rinaldo Resposta

    Incrível,lindo parece um conto um sonho,emocionante.

    8 de janeiro de 2017 a 09:46
  • ana maria delduque la ferreira Resposta

    Que encanto de festa! Parece um show de artes com essas barcas coloridas e artesanalmente perfeitas… maravilhoso!!!

    8 de janeiro de 2017 a 23:34
  • dorival ramos schultz Resposta

    para Sonia Pedrosa – lindos lugares, lindas fotos, lindos textos. Continue nessa tarefa linda de nos emprestar suas viagens.

    13 de janeiro de 2017 a 11:02
  • Silvio Oliveira Resposta

    Viajando com seus posts. Maravilhoso

    20 de janeiro de 2017 a 08:22
  • MIRTES ROLIM JORGE BADRA GARROTE Resposta

    Sempre delicioso viajar com você.

    28 de fevereiro de 2017 a 09:12
  • Mairim Serafini Resposta

    Eu acho lindas essas celebrações na Ásia. Cada festival mais lindo que o outro. Quero muito conhecer e presenciar um deles.

    26 de julho de 2020 a 13:17
    • sonia Resposta

      É verdade. Muito coloridos, com muita música e fé. Nós adoramos esse!Ele sempre acontece em novembro, de acordo com a lua. Antes de ir, é bom conferir as datas.
      Grande abraço!

      26 de julho de 2020 a 17:47

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.