Split, Croácia

O que fazer em Split: a segunda maior cidade da Croácia

Split é mais uma cidade no litoral da Croácia que não pode deixar de ser vista, numa viagem pela Dalmácia, a região mais visitada do país. As praias, o Palácio de Diocleciano, o calçadão à beira-mar (Riva), o centro histórico, o porto e a arquitetura, além da atmosfera festiva e simpatia dos croatas, são bons motivos para uma visita à segunda maior cidade da Croácia.

mapa de Split, na Croácia
Split tem localização estratégica para fazer passeios de barco pela região

Chegada a Split

Nós chegamos a Split num fim de tarde, depois de ter passado por Zadar. Foram 158 km de ótimas rodovias e belas paisagens. E a primeira coisa que fizemos, depois de deixar as malas na casa que alugamos, foi dar uma volta na cidade. Ficamos no centro, a 800 metros da praia mais frequentada pela população: a Bačvice Beach.

Bačvice Beach, em Split, na Croácia
Às 18 horas, quando o sol ainda brilhava, a praia estava lotada.
Bačvice Beach, em Split, Croácia
Na praia, é possível alugar cadeiras e guarda-sol.
Bačvice Beach, em Split, Croácia
Mas ninguém se importa em deitar sobre as pedras.
Bačvice Beach, em Split, Croácia
Nem parece que o cimento é duro.
Bačvice Beach, em Split, Croácia
Pedra ou cimento, não importa. Com aquele mar, vale tudo.
Bačvice Beach, em Split, Croácia
Para facilitar o mergulho, escadas são colocadas à beira-mar, por toda a orla do país

Mais praia

No dia seguinte, acordamos dispostos a explorar outras praias – mais tranquilas e mais bonitas. E saímos pelo litoral decididos a parar na primeira praia que tivesse estacionamento e que atendesse a nossa expectativa de beleza e tranquilidade. Nem precisamos ir muito longe. Mais adiante, encontramos o nosso paraíso.

Praia em Split, Croácia
A avenida à beira-mar é assim: arborizada e florida
Split, Croácia
E o trânsito, como em qualquer lugar do mundo, caótico.
Mais tranquila e bonita, impossível. Foi aí que ficamos.
Praia em Split, Croácia
A praia era de pedras, como a maioria das praias no país, onde o uso de um sapatinho é imprescindível
Praia em Split, Croácia
com o calor que fazia, a água transparente e mesmo gelada era irresistível
Praia em Split, Croácia
Minha definição de paraíso: mar sem ondas, praia sem música e quase vazia.

Além de praia, o que há para ver em Split

Segundo os croatas, Split é a cidade que reúne o que há de melhor, no país: história, arquitetura, programação cultural, as melhores praias, os melhores restaurantes, a “riva” mais bonita, o povo mais simpático e cheio de estilo. Além de tudo, Split tem uma localização privilegiada, para explorar a região: Brač, Hvar, Šolta, Vis e Korčula são as ilhas mais próximas e podem ser visitadas de catamarã. De carro, dá para visitar as vinícolas, além de cidades vizinhas, como Trogir e Šibenik.

Split, Croácia
Split: uma cidade arborizada como todas as que conhecemos, na Croácia.
Split, Croácia
A cada esquina, verdadeiros cenários de cinema, como a Praça das Frutas. Foto: Pixabay
Split, Croácia
As ruelas do centro histórico são um convite a percorrê-las sem destino

Riva

A Riva, que fica coladinha ao Palácio de Diocleciano, é o calçadão à beira-mar. Nos meses de verão, torna-se o coração da cidade, onde todos se encontram – visitantes e locais – para caminhar, comer, tomar uma cerveja ou um café e apreciar o artesanato local. É na Riva que se pega o catamarã ou barcos privados para explorar as ilhas.

Split, Croácia
As palmeiras dão charme ao calçadão de Split. Mais adiante, está o porto da cidade.
Split, Croácia
A programação da Riva, além de apreciar o mar, é comer, beber e comprar. Foto: Pixabay
Split, Croácia
Esse restaurante, de onde se tem uma bela vista, tem localização privilegiada

Palácio de Diocleciano

Talvez, este seja o apelo mais importante entre as atrações históricas de Split, o grande chamariz para a cidade. E não é para menos. Patrimônio da Humanidade pela Unesco e construído em 305, a última morada do imperador encanta os visitantes pelo ótimo estado de conservação. As colunas, as paredes, o piso de mármore ainda trazem a mesma beleza de séculos atrás e se constituem no cenário perfeito para os grandes eventos da vida na cidade.

Palácio de Diocleciano, em Split, Croácia
A esfinge, no lado direito do prédio, tem mais de 3500 anos e foi trazida para o palácio pelo próprio Diocleciano
Palácio de Diocleciano, em Split, Croácia
A catedral de Split, de estilo medieval, já foi o mausoléu e fica colada ao palácio

O Peristilo

Este era e é, ainda, o centro de tudo, no palácio. No tempo de Diocleciano, era nesse espaço que ele recebia seus súditos, que se ajoelhavam aos pés do imperador, para adorá-lo. Este também era o acesso aos aposentos imperiais.

Palácio de Diocleciano, em Split, Croácia
Ao fundo, o peristilo, que dá acesso à área sagrada: os templos de Vênus e de Cibele. E mais atrás, o de Júpiter.

O vestíbulo do palácio, que antecede a parte residencial, já foi ricamente decorado, com mosaicos, estátuas e outros ornamentos. Hoje, por causa da acústica, é o local de apresentação dos grupos de Klapa, um estilo musical nacional, considerado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco. Klapa significa grupo de amigos e as músicas que eles interpretam são, sempre, sobre o amor, o mar, o vinho e a Croácia.

O vestíbulo, que há alguns anos, foi invadido e servido de moradia.

Subestruturas

Descendo as escadas do vestíbulo, a gente chega a um espaço abaixo do nível do mar, hoje, usado para exposições, teatro, feiras e outros eventos da cidade. Ali também funciona uma feira, onde encontramos artesanato, joias, quadros, louça, papelaria e outros souvenires croatas.

Split, Croácia
Este é o local para comprar o artesanato e produtos típicos da Croácia
Split, Croácia
Bordados antigos, bonecas com trajes típicos, objetos de terracota, madeira e cerâmica são ótimas lembranças
Split, Croácia
Há miniaturas dos monumentos de toda a cidade

Depois de abdicar, Diocleciano recolheu-se no palácio até a morte. Dentro desses muros, ele foi sepultado e seus restos mortais estão num sarcófago, no mausoléu do palácio. Depois da morte de Diocleciano, este foi o local da administração municipal, até o século 6.  E foi em torno dele que Split prosperou.

Palácio de Diocleciano, em Split, Croácia
As paredes do palácio chegam a ter 2 metros de espessura.

Catedral de São Dômnius

No início, aí ficava o sarcófago de Diocleciano. Quando a catedral foi consagrada, no século 7, os restos mortais do imperador foram removidos e substituídos pelos despojos de São Dômnius, que foi arcebispo de Split e é patrono da cidade. Durante todo esse tempo, a igreja permaneceu inalterada – só ganhou um campanário românico e um espaço para o coro – entre os séculos 12 e 16.

Split, Croácia
A torre dos sinos tem 57 metros de altura. Se tiver fôlego, suba para ter uma bela vista da cidade
Split, Croácia
Vários bares e restaurantes charmosos se espalham pelo centro
Split, Croácia
As construções seculares servem de cenário para almoços e jantares de moradores e turistas

Palácio de Diocleciano e Riva, à noite

À noite, quando saímos para jantar, nos dirigimos para a Riva. E ficamos na dúvida se tudo era mais bonito durante o dia, com a luz do sol, ou à noite, com uma iluminação especial. Para nossa surpresa, nesse dia, estavam comemorando o Dia Internacional da Música – 21 de junho. Em cada cantinho da cidade, havia um músico ou uma banda se apresentando.

Split, Croácia
Nas imediações do castelo, a movimentação era grande
Split, Croácia
Vários ritmos e estilos de música estavam representados
Split, Croácia
No Palácio de Diocleciano, rolava um James Taylor

E na Riva, um grupo de música popular croata fez uma apresentação que arrebatou locais e visitantes

Split: quanto tempo ficar

Na minha opinião, três dias são suficientes para conhecer a cidade e seus monumentos, aproveitar as praias e fazer passeios às ilhas vizinhas.

Melhor época para ir a Split

Para poder aproveitar o que a cidade tem de mais bonito, as praias, o ideal é ir no verão. Para evitar a alta estação, sugiro a primeira quinzena de junho.

Onde ficar em Split

A cidade oferece hospedagem para todos os bolsos e exigências: hotéis, pousadas, casas e apartamentos para temporadas. Como éramos 5 pessoas, ficar num apartamento fazia uma grande diferença. Escolhemos o Imperium Romanum Apartment, uma casa muito bem localizada, limpa, nova e bem equipada, cujo proprietário, Zoran, nos recebeu com sucos, frutas e cerveja na geladeira, além de muita gentileza.

Saímos de Split, querendo ficar e fazendo planos para voltar.

Split, Croácia
Meus sobrinhos Gustavo e Guilherme, minha irmã Claudia, eu e João Miguel. Todos apaixonados por Split.

39 comentários sobre “O que fazer em Split: a segunda maior cidade da Croácia”

  1. espetáculo, _ joia escondida, bucólica, histórica , exuberante

    1. obrigada, querido!!!
      Beijão pra vc!
      sonia.

  2. Sonia querida, muito obrigada: é tudo maravilhoso e o encantamento da familia é bom demais! Que lugar mágico!!!!.

    1. Obrigada, Sueli querida!
      Um beijo grande pra vc.
      sonia.

  3. Definitivamente, viajar é a melhor coisa da vida.

    1. Disso tudo, Rodrigo! Tem nada melhor!
      Beijo
      sonia.

  4. vou parar de vir aqui!!! A vontade de viajar fica muito maior, e minha conta corrente definitivamente não acompanha…

    1. kkkkk acompanha, sim, Max!
      Não faça isso, que eu preciso da sua visita! kkkkk
      Beijosssss
      sonia.

  5. Nossa que lindo!! eu adoro a maneira que você descreve, cheio de muitos detalhes! é o melhor blog de viagens que já vi!

    1. obrigada, Fabinho!
      Você, sempre, generoso!
      Beijão,
      sonia.

  6. Ótima matéria Soninha !
    Já repassei para vários contatos.
    Parabéns e sucesso !

    1. Querido, eu lhe agradeço muito!!!
      Um grande beijo
      sonia.

  7. Mais uma vez, amei a viagem, Sônia!💕
    E dei mais valor às nossas areias da praia! 😁

    1. A nossa areia é maravilhosa!!!! Você tem razão.
      Obrigada, querida!
      Beijão,
      sonia.

  8. Tantas fotos lindas! Praia, ruas, praças, lugares que trazem idéia de tranquilidade e prazer em conhecer. Gratidão, Soninha, por compartilhar mais um ponto desse mundão com a gente… e vamos continuar viajando juntas! Pelo menos por aqui… kkk Bjão pra você e João Miguel

    1. obrigada, Ana!
      Você sempre gentil!
      Grande beijo, querida!
      sonia.

    1. Vale a pena, Duda! A Croácia é um país lindo!
      Beijão, querida!
      sonia.

  9. Que lugares lindos! E apresentados dessa forma, só faz aumentar ainda mais a minha vontade de conhecer a Croácia.
    Obrigada, Sonia! Seus artigos são deliciosos e me fazem sempre viajar!

    1. ah… Magali…. obrigada, querida! Fico feliz em inspirar pessoas como você, preparadas “turisticamente” falando…rsrsrs
      Um grande beijo
      sonia.

  10. Eu adoro viajar e sempre fico entusiasmado com novas possibilidades, não conheço a Croácia mas depois de tão bem reportada nessa matéria da minha amiga Sônia Pedrosa e da equipe, fiquei tentado a ir, esperar o verão pra me deleitar nessa praia incrível e rodeada de lugares tão convidativos.
    Parabéns à equipe e um grande abraço Sonia.

    1. Pierre, tenho certeza de que vc gostaria muito da Croácia. É um paraíso na terra.
      Obrigada e um beijo pra vc,
      sonia.

  11. Espetáculo Sônia, lugar que une lazer em praia, história e gastronomia. Tem coisa melhor?

    1. Não tem nada melhor, Sílvio… um espetáculo de país!
      Obrigada pela visita, querido.
      Beijão,
      sonia.

    1. Com certeza, Fabi! A Croácia é um país incrível, perfeitos para férias perfeitas…rsrsrs
      Obrigada e um beijo grande pra vc.
      sonia.

  12. Obrigada Soninha!Em cada postagem uma linda surpresa.Nunca tinha ouvido falar sobre Split.Fiquei encantada com tanta história. Lindas praias,só ñ curto as pedras nos pés 🤭

    1. Karla querida, são tantas cidades lindas nessa Croácia que eu nem sei….
      Então, para aproveitar aquelas praias incríveis, de água transparente, precisa calçar um sapatinho especial. Vale a pena!
      obrigada, querida!
      Um beijo grande
      sonia.

  13. Que maravilha, Soninha!! Encantadora cidade.

    1. Lindíssima, Silvia! Não pode ficar de fora do roteiro.
      Beijão e obrigada pela visita.
      sonia

  14. Amei as fotos Sônia, Parabéns! Nossa! Me imagino num lugar desse com minha Câmera e meu Drone produzindo um documentário. Afff!
    Obrigado por compartilhar tanta beleza conosco.

    1. menino… vc com sua câmera e seu drone naquele paraíso iam arrasar!!!!
      Obrigada querido, um beijo grande,
      sonia.

  15. Maravilha de lugar! Se tivesse a areia fina e macia da nossa Atalaia e a temperatura dano nossa água… seria pedir demais, não?

    1. Rosina, se eles tivessem nossa areia, a Croácia seria imbatível!!!!
      Obrigada pela visita!
      Beijo
      sonia.

  16. Que País maravilhoso! Cidades lindas cheias de histórias, natureza exuberante, povo simpático, estradas perfeitas para percorrer e um mar maravilhoso colorindo com seu azul .❤️❤️❤️

    1. Claudia, você resumiu tudo! A Croácia é tudo isso e um pouco mais. Quero voltar lá!
      Beijo
      sonia.

  17. Sucesso pra essa dupla Sonia e Wendell, que vai fazer desse blog uma inspiração para cada vez mais pessoas se aventurarem nessa delícia que é viajar.

    1. Obrigada, Claudia!
      A participação de Wendell é um luxo!
      Beijo
      sonia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *