Alese

Cânion do Xingó: uma surpresa nordestina!

////Cânion do Xingó: uma surpresa nordestina!

Cânion do Xingó: uma surpresa nordestina!

O Cânion do Xingó é o resultado do represamento das águas do Rio São Francisco, para a construção da Usina Hidrelétrica de Xingó. Ele fica na divisa dos estados de Sergipe e Alagoas e é o quinto maior cânion do mundo. É, também, uma das melhores opções de passeio de quem vai a Aracaju, em Sergipe.  

IMG-20150928-WA0043

Rumo a Xingó

Para conhecer, é preciso pegar um catamarã na cidade de Canindé de São Francisco, a 210 km de Aracaju – capital sergipana. Saindo de Aracaju, o passeio pode ser um bate e volta, se não houver outro jeito. Mas, fica corrido. Há muito o que ver na redondeza.

xingó 5        píer de embarque e desembarque, no restaurante karrancas

De Aracaju para Canindé

Para chegar a Canindé, de carro, pegue a BR 101, no sentido de Maceió/AL. Passe pelas cidades de Areia Branca, Itabaiana, Ribeirópolis, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo e, finalmente, Canindé do São Francisco. Também existe a possibilidade de contratar os serviços de uma operadora, como a Nozes Tour ou a Peregrinos, que levam os turista de van.passeio

A referência é o restaurante Karrancas, local do embarque. Em Canindé, há muitas placas indicando a direção. Lá, é possível comprar o passeio, que dura 3 horas e custa R$ 70,00. Pode-se fazer a reserva do catamarã, também, pelo telefone, e comprar o ingresso na hora do passeio.

xingó 8

xingó 3

xingó 2

O passeio pelo São Francisco

O embarque é organizado, o guia chama os passageiros pelo nome, sem correria. O domingo é mais concorrido, mas o sábado é tranquilo. É preciso ficar atento aos horários. Existem, apenas, dois passeios por dia, de catamarã: um às 10h e outro, ao meio-dia. Se você optar pelo passeio das 10 horas, o almoço é na volta. Mas, se for o do meio-dia, tem que almoçar antes. O Karrancas oferece um buffet variado, a R$ 35,00, ou se você preferir, há opções à la carte. Antes de ir, confira os horários!

IMG-20150928-WA0032

RESTAURANTE (2)

O catamarã tem banheiro, chuveiro e uma lanchonete que vende bebidas e sorvetes. A embarcação é aberta, mas os passageiros podem escolher tomar sol ou ficar na sombra, durante o trajeto. 

xingó 52

xingó 11

O que tem para ver

Com 10 minutos de viagem, já dá para perceber a beleza da região, o contraste dos paredões vermelhos, de 50 metros de altura, com a água verde-esmeralda do Rio São Francisco. Pelo caminho, o guia nos chama a atenção para o Morro dos Macacos, a Pedra do Gavião, a Pedra do Japonês, altar de São Francisco e o Paraíso do Talhado…

xingó 24

xingó 20

JAPONÊS

GAVIAO

xingó 26

xingó 25

Aos poucos, os paredões de pedras arenítica vão se estreitando…parece que foram esculpidas à mão, mas a corrosão natural do tempo é que é responsável pelas formas das rochas. Afinal, elas estão ali há 60 mil anos!ESTREITANDO

O ponto alto do passeio é o Paraíso do Talhado, com o Porto de Brogodó. Neste lugar, o catamarã para e, por uma hora, as pessoas podem mergulhar nas águas do São Francisco. Uma pequena estrutura, com boias e lanchonete, está à disposição do turista. Ali, a profundidade fica em torno de 10 metros. Mas, todos ficam numa área reservada, cercada por redes, onde não há perigo.

xingó 49

xingó 36

xingó 33

xingó 42

xingó 46

Ainda há opção de, ali mesmo, pegar um barquinho e ir até a Gruta do Talhado – um lugar onde a paisagem se transforma, os paredões se estreitam pra valer. O passei custa R$ 10,00 e é pago à parte.

João Miguel - março abril 040

Observações finais: a região do cânion do Xingó só se tornou navegável com a construção da Usina Hidroelétrica do Xingó – a mais moderna do país, que deu origem ao reservatório de 65 km de extensão. A usina produz 500 mw de energia por segundo e atende 25% da região nordeste. Ela está em funcionamento desde 1994. 

Deixe uma resposta